A 1.ª edição da TAP Wine Tour encerrou com sabor a vinho do Porto

No último dia de Provas foi o Vinho Verde e o Vinho do Porto que brilharam. Quer no Paço da Palmeira, no Minho, quer na Casa Ramos Pinto, no Douro, a tradição é a receita para o sucesso da modernidade.

“Vendemos vinho com alma, para as pessoas e não para os supermercados”, foi desta forma que Miguel Pinho, diretor de Marketing do Grupo idealdrinks, começou por apresentar os seus produtos e o Paço da Palmeira. “Uma bela propriedade [do séc. XVII] com muita história e um bonito Jardim”. Mas dizer que é um bonito jardim é pouco para tamanha beleza. Situado na confluência dos rios Cávado e Homem, perto de Braga, é um dos mais belos monumentos arquitetónicos do Minho.

Foi no final de 2008, que Carlos Dias comprou o Paço da Palmeira. Com um total de 250 hectares de vinha, atualmente exportam 40% do volume. “A Bélgica é o nosso melhor mercado”. Mas há mais: a Dinamarca, a Suíça e a Alemanha, e fora do mercado europeu a China. Têm alguma exportação para o Brasil, mas neste momento estão a tentar recuperar aqui mercado.

A tradição é algo que aqui marca a diferença. E das videiras Loureiro nasce vinho verde sem cosméticos, mas com alma. Estes vinhos contam a história de onde vêm. “Têm uma frescura e um aroma que não existe no Douro, no Dão ou no Alentejo”.

Prova disso, são os vinhos apresentados: o Royal Palmeira 2015 ; o Quinta da Pedra 2011 e Longos Vales 2014.

Deixámos a Região dos Vinhos Verdes e rumámos a Vila Nova de Gaia, onde fomos conhecer a história da Casa Ramos Pinto.

Fundada por Adriana Ramos Pinto, em 1880, a Casa Ramos Pinto sobressaiu desde logo pela sua estratégia de inovação e pioneirismo.

Um homem à frente do seu tempo, ousado, como poucos o eram naquela atura, foi conquistando fiéis apreciadores em todo o mundo. Não só através da qualidade dos seus produtos, mas também através da forma como os “embrulhava” e a atenção e dedicação que dava aos seus clientes.

Conta-nos Jorge Rosas, CEO da RP, e sobrinho-bisneto do fundador, que o Brasil era, em tempos idos, o mercado em que mais apostavam. Atualmente e muito derivado às taxas alfandegárias é impossível isso acontecer. Até porque, de mais perto, chegam ao Brasil outros mercados.

Os Estados Unidos, a Austrália, Europa, com incidência em Inglaterra, e Malásia são hoje em dia os países para onde mais exportam.

Desde cedo a Casa Ramos Pinto estabeleceu uma rigorosa politica de produção própria, isto é, apenas produzir vinhos com uvas procedentes das suas próprias Quintas. Totalizando, na Região do Douro, um total de 360 hectares.

Acreditam que o segredo do seu sucesso é o facto de aqui a tradição e a modernidade andarem de mãos dadas.

À nossa espera, e a fechar a primeira edição da Tap Wine Tour, que aconteceu de 14 a 16 de novembro, 2017, estavam em prova os seguintes vinhos do Porto:

Casa Ramos Pinto

Adriano White Reserva

Ramos Pinto LBV 2013

Ramos Pinto Vintage 2000

Ramos Pinto Tawny 10 Anos

Ramos Pinto Tawny 20 Anos

TAP Air Portugal

+0 -0
Total
16
Shares

000-017   000-080   000-089   000-104   000-105   000-106   070-461   100-101   100-105  , 100-105  , 101   101-400   102-400   1V0-601   1Y0-201   1Z0-051   1Z0-060   1Z0-061   1Z0-144   1z0-434   1Z0-803   1Z0-804   1z0-808   200-101   200-120   200-125  , 200-125  , 200-310   200-355   210-060   210-065   210-260   220-801   220-802   220-901   220-902   2V0-620   2V0-621   2V0-621D   300-070   300-075   300-101   300-115   300-135   3002   300-206   300-208   300-209   300-320   350-001   350-018   350-029   350-030   350-050   350-060   350-080   352-001   400-051   400-101   400-201   500-260   640-692   640-911   640-916   642-732   642-999   700-501   70-177   70-178   70-243   70-246   70-270   70-346   70-347   70-410   70-411   70-412   70-413   70-417   70-461   70-462   70-463   70-480   70-483   70-486   70-487   70-488   70-532   70-533   70-534   70-980   74-678   810-403   9A0-385   9L0-012   9L0-066   ADM-201   AWS-SYSOPS   C_TFIN52_66   c2010-652   c2010-657   CAP   CAS-002   CCA-500   CISM   CISSP   CRISC   EX200   EX300   HP0-S42   ICBB   ICGB   ITILFND   JK0-022   JN0-102   JN0-360   LX0-103   LX0-104   M70-101   MB2-704   MB2-707   MB5-705   MB6-703   N10-006   NS0-157   NSE4   OG0-091   OG0-093   PEGACPBA71V1   PMP   PR000041   SSCP   SY0-401   VCP550   000-089   300-135   9A0-385   1V0-601   70-412   70-347   300-070   000-104   350-060   200-310   70-488   C_TFIN52_66   N10-006   000-017   NS0-157   c2010-657   CAP   70-413   220-801   200-310   200-120   500-260   CISM