D’ Bacalhau é o grande vencedor do Concurso: Melhor Patanisca de Lisboa

O restaurante D’Bacalhau sagrou-se o grande vencedor de entre os 10 finalistas que participaram na competição. O Clube do Peixe e a Casa do Bacalhau ocuparam a segunda e terceira posição.

A 11.º edição do Peixe em Lisboa, que decorre no Pavilhão Carlos Lopes, de 5 a 15 de abril,  já ditou os vencedores do Concurso da Melhor Patanisca de Lisboa, que este ano conta já com a segunda edição.

Este ano ano, o primeiro prémio coube ao D’ Bacalhau que, numa sessão aberta ao público, foi  considerado o restaurante com as melhores Pataniscas de Lisboa.

Desenvolvido pela organização do Peixe em Lisboa em colaboração com o gastrónomo Virgílio Gomes, também responsável pela prova do Melhor Pastel de Nata, o Concurso da Melhor Patanisca de Lisboa tem por objetivo evidenciar e promover as características com que as pataniscas se apresentam na região.

O concurso pretende valorizar um elemento típico da cozinha lisboeta, afamado não só pelos locais como também pelos turistas que visitam a capital portuguesa.

O segundo lugar coube ao Clube do Peixe, que se estreou nesta edição. O mesmo não aconteceu com o terceiro classificado, a Casa do Bacalhau, que foi o grande vencedor do ano passado. Curiosamente, o restaurante que na 1.ª edição ficou em terceiro lugar ocupa agora a primeira posição, o D’ Bacalhau.

O facto de ter vencido em 2017, permitiu à Casa do Bacalhau estar presente num dos espaços de restauração do Peixe em Lisboa deste ano. O mesmo acontecerá ao restaurante D’Bacalhau em 2019.

Na competição estiveram outros sete restaurantes da região.

Maria de Lourdes Modesto presidiu o júri, que contou com a presença do gastrrónomo Virgílio Gomes, mentor do concurso, a jornalista Alexandra Prado Coelho, o gastrónomo João Ceppas, o chefe e formador de cozinha Pedro Sommer Ribeiro e o blogger gastronómico Pedro Cruz Gomes.

O júri avaliou as pataniscas com base no aspeto; sabor e consistência interior; equilíbrio entre os ingredientes; ausência de gorduras excessivas e o sabor global.

As pataniscas foram apresentadas em embalagens não identificadas, tendo os elementos do júri efetuado provas cegas.

Se quiser pôr à prova o resultado pode fazê-lo no Restaurante
D’ Bacalhau, no Parque das Nações, em Lisboa.

Na Rua da Pimenta 45 – Zona Ribeirinha Norte,
1990-254 Parque das Nações.
Das 12h00 às 16h00 e das 19h00 às 23h00.
Para reservas e informações: 218 941 296
ou restaurantebacalhau@gmail.com

+0 -0
Total
10
Shares

000-017   000-080   000-089   000-104   000-105   000-106   070-461   100-101   100-105  , 100-105  , 101   101-400   102-400   1V0-601   1Y0-201   1Z0-051   1Z0-060   1Z0-061   1Z0-144   1z0-434   1Z0-803   1Z0-804   1z0-808   200-101   200-120   200-125  , 200-125  , 200-310   200-355   210-060   210-065   210-260   220-801   220-802   220-901   220-902   2V0-620   2V0-621   2V0-621D   300-070   300-075   300-101   300-115   300-135   3002   300-206   300-208   300-209   300-320   350-001   350-018   350-029   350-030   350-050   350-060   350-080   352-001   400-051   400-101   400-201   500-260   640-692   640-911   640-916   642-732   642-999   700-501   70-177   70-178   70-243   70-246   70-270   70-346   70-347   70-410   70-411   70-412   70-413   70-417   70-461   70-462   70-463   70-480   70-483   70-486   70-487   70-488   70-532   70-533   70-534   70-980   74-678   810-403   9A0-385   9L0-012   9L0-066   ADM-201   AWS-SYSOPS   C_TFIN52_66   c2010-652   c2010-657   CAP   CAS-002   CCA-500   CISM   CISSP   CRISC   EX200   EX300   HP0-S42   ICBB   ICGB   ITILFND   JK0-022   JN0-102   JN0-360   LX0-103   LX0-104   M70-101   MB2-704   MB2-707   MB5-705   MB6-703   N10-006   NS0-157   NSE4   OG0-091   OG0-093   PEGACPBA71V1   PMP   PR000041   SSCP   SY0-401   VCP550   000-089   300-135   9A0-385   1V0-601   70-412   70-347   300-070   000-104   350-060   200-310   70-488   C_TFIN52_66   N10-006   000-017   NS0-157   c2010-657   CAP   70-413   220-801   200-310   200-120   500-260   CISM