A ‘Coruja’ não é só uma cerveja… é Arte Urbana

Com o lançamento da nova gama de cervejas surge também uma plataforma. A ‘Coruja para as Artes’ assenta num plano de atividades previsto para o triénio 2018-2020, que visa promover jovens talentos e a arte pública.

Ao longo destes três anos a Super Bock pretende incentivar o desenvolvimento da Arte Pública e Urbana, através de iniciativas de apoio a novos talentos nacionais.

Uma colaboração com os nove artistas que fazem parte deste projeto, que promove a interacção com o público.

Mais do que uma cerveja a ‘Coruja’ estende-se à Arte Urbana a que a marca está associada há já alguns anos.

A Coruja foi lançada no mercado nacional através de uma abordagem de comunicação irreverente, com o objetivo de gerar curiosidade pela descoberta desta nova gama de cervejas e para reforçar a ligação da marca ao mundo artístico.

O intuito foi chamar a atenção de todos os que com ela se cruzaram pelas ruas de Portugal. Começou por se pensar que se tratava de apenas um artista, mas afinal eram muitos mais.

O coletivo Coruja conta com nove elementos: The Caver, Contra, Frame 01, Glam, Kruella, MAR, Mário Belem, Mosaik e SAMINA lançaram o mote para dar a conhecer esta variedade de cervejas. Assim como, a plataforma Coruja para as Artes.

Estes são os trabalhos assinados pelo Coletivo Coruja e a respetiva interpretação de cada um dos artistas.

A plataforma Coruja para as Artes promove um concurso anual que pretende dar palco a uma nova geração de artistas. O prémio, no valor de €10.000, será distribuído pelas três maiores revelações, distinguidas por um júri.

Os vencedores serão conhecidos na data de celebração do primeiro aniversário desta plataforma.

O objetivo desta plataforma é divulgar o que melhor se faz no nosso país e apoiar novos talentos nacionais.

Session Saison, American Amber Lager e India Pale Ale são as três variedades disponíveis da nova gama de cervejas Super Bock Coruja em Portugal.

Com um aroma e sabor diferente, a nova gama caracteriza-se também pela imagem forte, apresentada quer nos rótulos das garrafas, quer na campanha apresentada.

+0 -0

000-017   000-080   000-089   000-104   000-105   000-106   070-461   100-101   100-105  , 100-105  , 101   101-400   102-400   1V0-601   1Y0-201   1Z0-051   1Z0-060   1Z0-061   1Z0-144   1z0-434   1Z0-803   1Z0-804   1z0-808   200-101   200-120   200-125  , 200-125  , 200-310   200-355   210-060   210-065   210-260   220-801   220-802   220-901   220-902   2V0-620   2V0-621   2V0-621D   300-070   300-075   300-101   300-115   300-135   3002   300-206   300-208   300-209   300-320   350-001   350-018   350-029   350-030   350-050   350-060   350-080   352-001   400-051   400-101   400-201   500-260   640-692   640-911   640-916   642-732   642-999   700-501   70-177   70-178   70-243   70-246   70-270   70-346   70-347   70-410   70-411   70-412   70-413   70-417   70-461   70-462   70-463   70-480   70-483   70-486   70-487   70-488   70-532   70-533   70-534   70-980   74-678   810-403   9A0-385   9L0-012   9L0-066   ADM-201   AWS-SYSOPS   C_TFIN52_66   c2010-652   c2010-657   CAP   CAS-002   CCA-500   CISM   CISSP   CRISC   EX200   EX300   HP0-S42   ICBB   ICGB   ITILFND   JK0-022   JN0-102   JN0-360   LX0-103   LX0-104   M70-101   MB2-704   MB2-707   MB5-705   MB6-703   N10-006   NS0-157   NSE4   OG0-091   OG0-093   PEGACPBA71V1   PMP   PR000041   SSCP   SY0-401   VCP550   000-089   300-135   9A0-385   1V0-601   70-412   70-347   300-070   000-104   350-060   200-310   70-488   C_TFIN52_66   N10-006   000-017   NS0-157   c2010-657   CAP   70-413   220-801   200-310   200-120   500-260   CISM